Get Adobe Flash player

De um lado a emoção do público que lotou a área de palco do Anfiteatro Dom Jacinto Brito para assistir um espetáculo memorável sobre o pedreirense mais ilustre: João do Vale, o gênio improvável; do outro lado mais emoção ainda por parte dos atores, por estarem pisando a terra do maior poeta popular do Maranhão. Pedreiras, a Terra de João, o poeta do povo, foi agraciada com o encerramento da turnê “De Teresina a São Luis”, neste sábado (23/06).

Um espetáculo à altura da obra do genial João do Vale, perpassando pela sua vida e sua obra, desde a saída de Pedreiras até a chegada ao Rio de Janeiro; seus primeiros passos na música até o seu apogeu. Carcará, Pisa na Fulô, Matuto Transviado (coroné Antônio Bento), Na Asa do Vento e outras músicas do compositor pedreirense levantaram o público, que aplaudia a cada canção do musical.

Muita gente de Pedreiras e de outras cidades prestigiaram a apresentação, como o pedreirense Marcos André, que se mostrou surpreso com a grandiosidade do espetáculo. “Foi incrível, não imaginava que fosse algo tão bonito”, disse. De Bernardo do Mearim, Jucilene Rodrigues, falou empolgada. “Valeu demais vir aqui e assistir, pois é um espetáculo lindo e aproveito para parabenizar a todos os envolvidos. Isso sim é a verdadeira cultura”, ressaltou.

Pedreiras foi diferente de tudo, segundo o ator Vicente Melo, intérprete de João do Vale e o diretor Celso Brandão. “Foi uma satisfação muito grande, pois o público foi muito caloroso e todo mundo estava ligado e interagindo com a gente”, afirmou o ator.

O diretor estava visivelmente emocionado. “Pedreiras foi o ápice das nossas apresentações. Foi uma celebração um culto a João do Vale, em que as pessoas vibraram a cada cena, a cada música e a cada fala. Foi uma loucura, uma sensação incrível, indescritível, eu nunca senti nada igual, foi algo fora de série, a arte me presenteou com o amor dessa cidade”, disse Celso Brandão.

“Percebo que João do Vale realmente continua vivo em nossa memória e isso se comprova com as pessoas que vieram ver o espetáculo, tenho certeza que diante do que foi visto aqui, muita gente passará a refletir e buscar conhecer ainda mais a sua história. É muito importante trabalhar e apoiar a cultura, e quando fomos procurados pelo diretor, abrimos todas as portas para que este espetáculo viesse para Pedreiras. Fiquei muito feliz com tudo isso”, afirmou o prefeito Antônio França.

João do Vale – o Musical, “O gênio improvável” chegou em Pedreiras bem antes de ser encenada. Em março/2018 aconteceram as inscrições para testes de atores pedreirenses com vistas ao espetáculo, quando o diretor do Teatro Artur Azevedo, Celso Brandão participou do processo de seleção, num trabalho coordenado pela Prefeitura de Pedreiras, através da Fundação Pedreirense de Cultura e Turismo (FUP), entretanto, apesar dos esforços dos artistas locais, nenhum conseguiu compor o elenco do musical.

Depois, foi marcada a vinda para Pedreiras nas festividades do aniversário da cidade, num acerto do prefeito Antônio França com a produção do espetáculo, mas devido às cheias do Rio Mearim e decreto de situação emergencial no município, foi adiada, o que finalmente aconteceu neste sábado, coroando assim a parceria. Já na estreia do musical, em São Luis (MA), na reabertura do Teatro Artur Azevedo, o prefeito participou como convidado, representando a todos os pedreirenses e ao homenageado.

 

 

 

Login