Get Adobe Flash player

ESTADO DO MARANHÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PEDREIRAS

FUNDAÇÃO PEDREIRENSE DE CULTURA E TURISMO (FUP)

CNPJ 04.964.239/0001-32

 

 

II FESTIVAL DE BANDAS & FANFARRAS DE PEDREIRAS/MA

HOMENAGEADO: JOÃO DO VALE 84 ANOS

 

REGULAMENTO

O Festival de Bandas e Fanfarras de Pedreiras é uma realização da Prefeitura Municipal de Pedreiras, por meio da Fundação Pedreirense de Cultura e turismo e da Secretaria Municipal de Educação de Pedreiras.

O evento tem o objetivo estimular a criação de Bandas e Fanfarras, promover o intercâmbio entre os integrantes incentivando o interesse da população pela música como fonte de cultura e lazer. E, este ano terá como tema principal: o poeta, compositor JOÃO DO VALE “O Maranhense do Século XX”. Cabe salientar, que todas as músicas apresentadas deverão ser de autoria de João do Vale. O evento tem na sua realização o formato de concurso, sendo assim, conta com Comissão Julgadora.

II - DAS FINALIDADES

       Art. 1. ° São finalidades do II FESTIVAL DE BANDAS & FANFARRAS DE  PEDREIRAS-MA:

  1.       Estimular a organização das corporações;
  2.       Contribuir para a formação social;

        III.      Formação cultural e artística;

  1.       Desenvolver espírito de equipe;
  2.       Contribuir para o desenvolvimento do espírito de responsabilidade e respeito individual e comunitário. 

 

III - DA ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO

Art. 2.° A organização, direção e execução do II FESTIVAL DE BANDAS & FANFARRAS de Pedreiras ficará a cargo de uma comissão organizadora, constituída pela Coordenadoria da Fundação Pedreirense de Cultura, juntamente com Secretaria Municipal de Educação.

Parágrafo único: A ordem de apresentação das Bandas no desfile será estabelecida pela Comissão Organizadora e entregue ao instrutor ou regente de cada corporação (por e-mail) com até 48h de antecedência ao início do desfile.

 

IV- DO LOCAL E DATA DO EVENTO

Art. 3º II O FESTIVAL DE BANDAS & FANFARRAS de Pedreiras, será realizado no dia 11 de Outubro de 2017, a partir das 17h00min, em local a ser definido.

 

Parágrafo Único: Em caso de mau tempo o Festival acontecerá em local a ser definido até 24 horas antes ao evento, pela comissão organizadora do evento ou nova data.

 

V – DAS INSCRIÇÕES

         Art. 4° As manifestações de interesse em participar do Festival de Bandas & Fanfarras de Pedreiras, deverão ser enviadas até 05 de outubro de 2017, pelo e-mail: [email protected] através do envio da ficha de inscrição devidamente preenchida, ou deverá ser entregue  na sede da FUP – Fundação Pedreirense de Cultura e Turismo, situado no Palácio Municipal – Memorial João do Vale, à Avenida Rio Branco, 111, Centro – Pedreiras/MA.

Parágrafo primeiro: O Regulamento e a ficha de inscrição para o evento ficarão as disponíveis na Secretaria de Educação e na FUP Fundação Pedreirense de Cultura e Turismo.

Parágrafo segundo: As fichas de inscrições enviadas após o prazo limite estabelecido no caput deste artigo não serão recebidas. Após o prazo limite acontecerá a reunião para seleção e formatação do cronograma de apresentações do Festival.

Art. 5° As corporações interessadas em participar do festival deverão remeter juntamente com a ficha de inscrição os seguintes documentos:

  1.       Ficha de inscrição com seu devido anexo;
  2.       Histórico da corporação (máximo de 15 linhas) para apresentação durante o desfile;

 

VI – DA PARTICIPAÇÃO DAS CORPORAÇÕES NO DESFILE

 

Art. 6.° Poderão participar dos FESTIVAIS DE BANDAS DE PEDREIRAS -MA todas as corporações musicais devidamente inscritas pela Comissão Organizadora desde que CUMPRAM E RESPEITEM todos os artigos e itens deste regulamento, em especial o que segue:

 

  1.       As corporações deverão estar na concentração do evento com, no mínimo, 30 (trinta) minutos de antecedência do horário de sua apresentação;
  2.       A ordem de apresentação deverá ser rigorosamente cumprida, e a corporação que se apresentar fora dela sofrerá punição para o evento do próximo ano ou terá seu tempo de apresentação descontado. Cabe unicamente ao instrutor ou regente a responsabilidade pela apresentação do conjunto no local e hora devidos;

         III.      Não é permitido ensaio em espaço físico inferior a 200 (duzentos) metros do local da apresentação, de forma a não interferir na apresentação da corporação que estiver em frente ao palanque oficial;

  1.       Na dispersão da Banda fica vedada a execução de dobrados e/ou cadências, pois a agremiação seguinte estará começando sua apresentação;
  2.       Não será permitido o consumo de nenhum tipo de BEBIDA ALCOÓLICA e/ou FUMO durante a realização do desfile, no local de refeição e na área de concentração, sob pena de punição a critério da comissão organizadora do festival;
  3.       Cada corporação participante deverá portar com sua devida Guarda os Pavilhões Nacional, Estadual e Municipal.

      VII.      A apresentação de cada banda será livre, desde que obedeça ao tempo 25 min. (quinze minutos) para sua tocada, intercalando-se com a próxima Banda 05 min. (cinco minutos).

 

  1.       DA PREMIAÇÃO / COLOCAÇÃO

 

Art.7º - A premiação será dividido entre as corporações de acordo com sua colocação. Ressalva-se que segundo a disputa, fica a classificação das corporações e premiação ficará dividido da seguinte forma:

1º Lugar – Troféu e medalhas

2º Lugar – Troféu e medalhas

3º Lugar – Troféu e Medalhas

Baliza Destaque – Troféu e faixa Baliza Destaque 2017.

 

     VII.      DO JULGAMENTO:

Art. 8º - Serão atribuídas Notas de 0 (zero) a 10 (dez) pontos a cada quesito, a soma dos pontos apresentará os ganhadores.

Paragrafo primeiro – Caso ocorra empate, cabe aos jurados decidirem por Votação, As Bandas participantes poderão apresentar até 12 minutos, contados a partir do rompimento da Faixa.

Parágrafo Segundo – O REGENTE deverá estar destacado do conjunto, Se houver grupo coreógrafo ou Balizas, a banda poderá levar e será jugada nos quesitos do ASPECTO VISUAL.

Parágrafo Terceiro - As Corporações Musicais deverão portar obrigatoriamente o Pavilhão Nacional (conforme a lei 5.700/71) Estadual e Municipal.

Parágrafo quarto – Todas as corporações participantes do Concurso deverão portar faixa, estandarte, ou distintivo que as identifique.

 

Art 9º- O processo de avaliação será conforme descrito abaixo:

  • 1º- Os Conjuntos que não se enquadrarem nas categorias citadas no presente Regulamento, não poderão participar deste campeonato.
  • 2º- Todos os Conjuntos serão avaliados por uma Comissão Julgadora, composta de no mínimo 03 (três) ou até 05 (cinco) escolhidos pela organização do concurso.
  • 3º - A corporação campeã representará Pedreiras no concurso Estadual e irá apresentar-se no Sarau do Carcará 84 anos, dia 13 de Outubro, na comunidade quilombola Lago da Onça, a partir das 18h30min.

 

ART. 10º - AS BANDAS SERÃO AVALIADAS EM DOIS ASPECTOS DISTINTOS:

1-      ASPECTO VISUAL

2-      ASPECTO MUSICAL

 

1-      ASPECTO VISUAL

           1 - Alinhamento

           2 - Cobertura

           3- Postura

    

      2- ASPECTO MUSICAL

           4- Afinação

           5 - Sincronismo

           6– Repertório

                                             

ASPECTO VISUAL

Conjunto:

1 – Alinhamento

Os músicos estão alinhados (um ao lado do outro sem imperfeições)

2 – Cobertura

Todos os músicos estão cobertos (um atrás do outro sem imperfeições)

3-Postura

Todos com Postura correta, e deve ser esteticamente aceitável.

ASPECTO MUSICAL

Conjunto:

1-  Afinação

Os músicos controlam a afinação correta dos sons, respondendo as necessidades exigidas pelo repertório.

2 – Sincronismo

Os músicos estão atentos ao pulso da música, A execução dos ritmos é precisa e em conjunto, as mudanças rítmicas tem que ser claras e imediatas.

3 – Repertório

Escolher Bem o repertório, Mostrando diferentes emoções, dinâmicas e ritmos.

4 – Uniformidade e Garbo

Será observado se o uniforme está de acordo com as normas e o seu estado de conservação, bem como os adereços manuais; a expressão corporal e facial, a sua presença em cena, o garbo, a postura, a graciosidade e atitude durante a sua apresentação;

5 – Evolução

Serão observados as formas variadas de deslocamentos e o desenvolvimento progressivo do grupo para as formações, apresentando criatividade, dinamismo e harmonia na execução.

6 – Ritmo

Serão observados a cadência dos passos e o andamento dos movimentos dentro da coreografia com a execução das peças musicais.

7 – Sincronismo

Será observada a precisão rigorosa entre a música e os movimentos executados durante a coreografia. 

 

Art. 10º Em caso de empate, o critério adotado para desempate deve estar de acordo com os itens de avaliação na seguinte ordem: sincronismo, evolução, ritmo, marcha, garbo, alinhamento e uniformidade;

 

Art. 11º - Todas as Corporações Musicais participantes terão a sua baliza avaliada por uma Comissão Avaliadora especializada, composta de no mínimo 01 (um) membro, escolhido pela Comissão Organizadora.

 

Art. 12º - A Corporação Musical poderá ter várias balizas, porém, apenas 01 (uma) será avaliada, pois a apresentação é individual.

 

Parágrafo Primeiro – A baliza feminina e baliza masculino serão avaliados nos seguintes aspectos:

I – UNIFORMIDADE E GARBO: será observado se o uniforme está de acordo com as normas e o seu estado de conservação, bem como os adereços manuais; a expressão corporal e facial, a sua presença em cena, o garbo, a postura, a graciosidade e atitude durante a sua apresentação;

II – COREOGRAFIA: será observada a coerência da proposta coreográfica com o enfoque no diálogo entre a dança e a música, se foi montada no ritmo e estilo da peça musical, a diversificação de movimentos, deslocamentos, direções, utilização variada do espaço e a criatividade, sem perder a característica marcial;

III – MOVIMENTOS ACROBÁTICOS: serão observados pelo menos 02 (dois) movimentos acrobáticos diferentes em cada coreografia, como: estrela, rolamento, rodante, mortal, estrela com uma das mãos, etc., para tal a mesma deverá apresentar a técnica correta. Será observado o grau de dificuldade dos movimentos.

IV – DANÇA: será observado o relacionamento entre o ritmo da música e a execução dos movimentos técnicos corporais (entre os estilos da dança) e/ou dos adereços.

 V – ELEMENTOS: a baliza deverá apresentar-se no mínimo com um adereço para cada coreografia; será observada a sua técnica na utilização do adereço manual (aparelho de ginástica rítmica: bola, arco, fita, maças e corda); elementos corporais utilizados na composição dos exercícios e a dificuldade técnica; Parágrafo Único: A baliza será avaliada a partir do deslocamento da corporação musical, durante a movimentação e durante a apresentação do corpo musical;

 

   VIII.      DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 13.º Não será oferecida nenhuma ajuda de custo para locomoção e/ou hospedagem das Corporações.

Art. 14.º Os acompanhantes das entidades musicais, portando acessórios ou não, deverão estar identificados por crachás, camisetas ou bonés constando o nome da entidade para se posicionar por ocasião da preparação do grupo musical.

Art. 15º Será de inteira responsabilidade do maestro e de seus alunos a guarda dos instrumentos, uniformes e acessórios da banda.

Art. 16º Caberá aos maestros ou responsáveis pelas bandas a orientação dos seus componentes quanto à disciplina, dentro e fora do local do evento.

 

Art. 17º Todo comportamento inadequado e incompatível com os objetivos do FESTIVAL DE BANDAS & FANFARRAS de Pedreiras, por parte de qualquer componente da Corporação, seja ele dirigente, músico, regente ou qualquer outro integrante, que tente desqualificar a imagem de qualquer membro das Comissões Técnica ou Organizadora, terá penalizada toda a Corporação musical a qual pertença com a suspensão automática de participação da mesma para os próximos 02 (dois) anos.

Art. 18º Fica proibido uso de fogos de estampido e de artifício antes, durante e depois do desfile.

Art. 19º A Comissão Organizadora se responsabilizará pelo atendimento ou despesas médicas aos componentes das corporações presentes, em casos de internação ou lesões. Porém, em cumprimento às normas do Ministério da Saúde, será disponibilizado serviço de ambulância para atendimento emergencial aos mesmos, bem como para a remoção destes aos hospitais da rede pública de saúde se for o caso.

 

Parágrafo único: O componente da corporação ou seu acompanhante poderá decidir pela remoção ou transferência para hospitais da rede privada de saúde, eximindo a Comissão Organizadora e/ou Prefeitura Municipal de qualquer responsabilidade ou reembolso pelas despesas decorrentes deste atendimento médico.

 

Art. 20º Este Regulamento entra em vigor na data de sua publicação.

 

 

 

Login